Testemunho de Glória Polo – IV

(Continuação do Exame dos Dez Mandamentos)

O MATRIMÓNIO

Tópicos:  O Sacramento do Matrimónio/ fidelidade às promessas/ indissolubilidade do casamento/ as bênçãos sobre o Matrimónio/ noivos virgens/ Satanás e os pecados do sexo/ as más companhias/ adultério/ aborto provocado/ preservativos / doenças provocadas por pecados/ casamentos sem Deus / intrigas das sogras entre marido e mulher/

noivaGlória Polo conta:

“Gostaria de vos falar da grande graça do Sacramento do Matrimónio. Quando entras na igreja, no momento do teu casamento, no momento em  que dizes o sim, em que te comprometes a ser fiel na saúde, na doença, na riqueza, etc., sabem a quem prometemos?…A Deus Pai! O nosso Deus deixa-se fascinar pelos casamentos!…. Todos nós, quando morrermos, veremos esse momento no nosso Livro da Vida. Nesse momento, nós vislumbramos um dourado indescritível, um brilho intenso vindo das palavras que o Pai escreve com belíssimas letras douradas. No momento em que comungamos o Corpo e o Sangue de Jesus estamos a fazer um pacto com Deus e com a pessoa por nós escolhida para compartilharmos juntos uma vida. É à Santíssima Trindade que nós pronunciamos estas palavras.

No dia do meu casamento, vi que, quando eu e o meu marido recebemos a Sagrada Eucaristia, já não éramos dois, mas três! Nós dois e Jesus!… Assim, marido, mulher e Jesus formam uma Trindade Santa. Não separe o homem o que Deus uniu. Eu pergunto: Quem pode separar isto? Ninguém! …Ninguém, depois de consumado esse Matrimónio! E se ambos chegarem virgens ao Matrimónio, não imaginam as bênçãos que se derramam sobre esse casal! Eu vi  isso no matrimónio dos meus pais.

Quando o meu pai colocou o anel no dedo de minha mãe e o padre os declarou marido e mulher, Nosso Senhor entregou ao meu pai um cajado que parecia um pauzinho de Luz. Tratava-se de uma graça que Deus dá ao homem, dom de autoridade de Deus Pai para esse homem poder guiar o pequeno rebanho que são os filhos que nascem deste  casamento e também para defender o matrimónio e os filhos de tantos males que atacam as famílias.

À minha mãe, Deus Pai colocou-lhe no coração algo parecido com uma belíssima bola de fogo, que significa o amor de Deus, o Espírito Santo. Eu soube que a minha mãe era uma mulher muito pura. Deus estava feliz, regozijado. Não imaginam quantos espíritos imundos se apoderaram do meu pai naquele momento. Esses espíritos parecem larvas sanguessugas. Sabem que, quando alguém tem relações sexuais fora do matrimónio, de imediato os espíritos malignos pegam-se por todo o lado a essa pessoa, começam pelos seus órgãos sexuais, apoderam-se da carne, das hormonas, metem-se no cérebro, tomam a hipófise, a pituitária e toda a parte neurológica do organismo da pessoa, começando depois a gerar uma quantidade de hormonas que a levam a instintos baixos. Transformam um filho de Deus num ser escravo da carne, escravo dos seus instintos, do seu apetite sexual, o que leva a pessoa a ser daquelas que  dizem que “estão a gozar a vida”.

Quando um casal é virgem, Deus glorifica-se. Há um pacto sagrado com Deus, que santifica a sexualidade, porque a sexualidade não é pecado. Deus deu-a como bênção, porque a sexualidade é Deus e o casal. Onde houve o sacramento do matrimónio (mesmo que não tenham chegado virgens ao casamento), Deus está presente nessa cama sacramental, porque nessa cama …está o Espírito Santo, assim com está também nas suas refeições a presença do Senhor Deus, que abençoa esse alimento….Deus delicia-se em acompanhar o casal na sua nova vida. É pena que muitos casais não saibam, não tenham essa noção nem pensem em Deus, casando só por tradição, não por fé, e com o objectivo de saírem da igreja para irem festejar, comer, beber, ir de lua-de-mel. O único mal no meio disto tudo é deixarem o Senhor fora. Foi também assim que eu fiz, que deixei o Senhor na rua, nem me passando pela cabeça convidá-lO a entrar na minha nova vida e na nossa casa, porque Ele gosta que O convidemos a entrar connosco em tudo, em todo o momento: nas alegrias e nos momentos menos bons. Ele quer que sintamos a Sua presença, mas no Sacramento do Matrimónio o Senhor está presente, mesmo sem ser convidado. E que bom seria se estivéssemos conscientes dessa presença!

No matrimónio de meus pais, o mais lindo foi que Deus restituiu ao meu pai os dons e a graça perdidos, casando com a minha mãe, que era uma mulher pura de sentimentos e virgem. Ele sarou o meu pai da sua sexualidade desordenada e suja. Mas, como era muito “macho” e os amigos começaram a meter-lhe veneno, dizendo-lhe que não deixasse que a mulher o envolvesse e dominasse,…que devia seguir a vida que tinha antes, de mulherengo, de festas,… de… Ele, 15 dias depois de casado, terminou num bordel, para demonstrar aos amigos que continuava a ser o mesmo e que não se deixava dominar pela mulher. Sabem onde terminou o cajado da autoridade e protecção que Deus lhe tinha dado? O demónio levou-o! E todos aqueles espíritos malignos, aquelas coisas imundas voltaram a pegar-se-lhe. O meu pai transformou-se, de pastor do seu rebanho, em lobo da sua família e da sua casa!

Adultério e aborto

Quando alguém é infiel ao seu casamento, está a ser infiel a Deus, porque está a faltar à palavra no juramento que fez a Deus e à pessoa com quem casou no dia do seu casamento. Não está a cumprir o que prometeu. Se alguém tenciona não ser fiel ao seu casamento, é melhor não casar. O Senhor diz-nos: ”Se tu és infiel, vais condenar-te! Se não vais ser fiel, não cases! Filho, pede-me a graça de ser fiel à tua esposa, ao teu esposo e a Deus”. Quantos males vêm para um matrimónio pela infidelidade! Aquele marido que vai a um bordel ou que é infiel com a secretária, por exemplo.

E, apesar das precauções, do preservativo, ele contrai um vírus, que não morreu, apesar do banho, e, mais tarde, quando tem relações com a esposa, esse vírus entra na vagina da mulher e fica lá alojado,  no fundo ou no útero. Mais tarde, forma uma úlcera e ela, muitas vezes, nem se apercebe disso. Alguns anos depois, fica doente, vai ao médico e é-lhe diagnosticado…cancro! Sim! Cancro! Então, quem diz que o adúltero não mata?

E, além disso, quantos abortos se fazem por causa do adultério! …Quantas mulheres infiéis ficaram grávidas e, para os maridos não descobrirem, recorrem ao aborto, matam um inocente que não pode falar nem defender-se! O adultério mata de muitas e diversas formas. Depois, ainda temos o descaramento de reclamar contra Deus, quando as coisas não correm bem, quando temos problemas, quando aparecem doenças… E, afinal, somos nós que, com os nossos pecados, as buscamos e atraímos o mal para a nossa vida. “E serão ambos uma só carne

Por trás do pecado está sempre o maligno, e, sempre que pecamos gravemente, nós abrimos-lhe as portas. E depois, ainda nos queixamos que Deus não nos ama: “Onde está Deus, que permitiu isto ou aquilo”? Que grande descaramento o nosso! Sabiam que Deus é o rochedo que protege os matrimónios? Ai daquele que tente destruir um matrimónio! Quando alguém tenta destruir um matrimónio bate contra esta Rocha que é Jesus Cristo. Nunca duvidem disso!

Cuidado com as sogras intriguistas – Também quero dizer-vos que devem ter muito cuidado com aquelas sogras que se metem no matrimónio dos filhos, para indispô-los, causando-lhes problemas no seu relacionamento. Mesmo que não goste muito daquele genro ou daquela nora, com razão ou sem ela, eles já estão casados e agora não há nada a fazer. Por isso, a única coisa a fazer é rezar por eles. Rezem por esse matrimónio e calem-se! Muitas mulheres condenaram-se por se meterem no matrimónio dos filhos, porque isso é um pecado grave. Se vêem que alguma coisa está mal, que um deles ou os dois estão a pecar, calem-se e rezem, peçam o auxílio de Deus para eles! Também podem reunir o casal e falar com os dois, pedindo-lhes que salvem o matrimónio, que olhem pelos seus filhos! O matrimónio é para os esposos se amarem, doarem e perdoarem mutuamente. Deve-se lutar pelo matrimónio, mas nunca interferir de outra forma e muito menos tomar partido por um ou por outro”!

FONTE: ”Da Ilusão à Verdade”, tradução do CD de Glória Polo por Maria José Diniz, Edição da Cidade do Imaculado Coração de Maria, Aprt. 86,2496-908 Fátima.

Considerações:

1.” E serão ambos uma só carne”. “Não separe o homem o que Deus uniu”. “Quem repudiar a sua mulher expõe-na ao adultério”(Marcos 10,1-12)

Todos nós conhecemos estas passagens bíblicas, em que, taxativamente, irrevogavelmente, um homem e uma mulher unidos como marido e mulher passam a estar unidos indissoluvelmente para a vida e para morte, em todas as circunstâncias, sem margem para aventuras ou manobras de diversão extra-matrimoniais.  No âmbito do Sacramento do Matrimónio não há espaço para o divórcio, para o aborto, para a homossexualidade,  para as infidelidades conjugais. O casamento pelo sacramento do Matrimónio é indissolúvel, se ele não tiver sido declarado inválido (nulo) pela Igreja, após rigoroso processo e sentença declarada em julgado (definitiva). Para acautelar a herança dos filhos que está a ser atirada ao vento, o divórcio civil é lícito, mas, para Deus, continuarão a ser sempre marido e mulher, não podendo nenhum deles juntar-se a outro(a) enquanto um deles não morrer. Nos casamentos civis os cônjuges têm as mesmas obrigações perante Deus. Àqueles que receberam o baptismo não é lícito ficarem exclusivamente pelo casamento civil. O casamento, seja ele só civil ou pelo sacramento do Matrimónio, será sempre entre um homem e uma mulher. Deus considera aberrante e altamente pecaminoso qualquer outra modalidade de casamento, mesmo que seja aprovada pelas leis civis.

2. Deus delicia-se, segundo Glória Polo, pelos matrimónios e, se ambos se apresentarem virgens, então…é o máximo que Deus pode desejar, abrindo as Suas Mãos para prodigalizar bênçãos com fartura ao novo casal. Se um ou ambos casarem em pecado,  então Deus poderá verter lágrimas de um só olho ou de ambos… Porque será que Deus regozija pelos matrimónios? Uma explicação: Deus é Amor e só Amor e esse Amor caracteriza-se pela necessidade de criar criaturas, para que esse Amor extravase para elas. E toda a Criação surgiu, criada do nada, com um único fim: preparar um mundo para receber as últimas criaturas, os reis da Criação, o Homem e a Mulher, que também saíram directamente de Deus, tanto os seus corpos como as suas almas, numa união duplamente indissolúvel: o corpo com a alma, o homem com a mulher. Na criação do homem e da mulher Deus pôs o seu enlevo, porque, através deles, a Criação continuaria e o Amor do Criador encontraria criaturas onde se pudesse derramar. E assim, as uniões feitas por Deus nada nem ninguém as pode desfazer. Um homem + uma mulher dá como resultado novos seres  humanos, cujos corpos Deus cria através dos pais e cujas almas saem directamente de Deus no exacto momento em que são gerados.

3. É triste, mas é verdade! A experiência mostra que muitas noivas vão para o sacramento do Matrimónio mais interessadas em exibir-se, por vezes vergonhosamente, do que em agradar a Deus com uma boa Confissão ou em estado de virgindade. Quanto ao estado de virgindade,…isso diz respeito a eles e a elas. Dos rapazes virgens, o mundo costuma dizer que são maricas,…mas esta é uma opinião satânica, pois, na verdade, são heróis a imitar. Bem-aventurados os puros de coração…!

Quanto ao nudismo ou seminudismo das noivas,…Esperam elas que Deus abençoe a sua união sacramental  em sua vida matrimonial, se começaram com tamanha falta de respeito pelo Sacramento do Matrimónio? Desenganem-se!

Ezequiel Miguel

Artigos relacionados:

.Testemunho de Glória Polo – I

. Testemunho de Glória Polo – II

. Testemunho de Glória Polo – III

3 Comentários (+add yours?)

  1. Trackback: Testemunho de Glória Polo – V | Deus, Bíblia e Poesia
  2. Trackback: Testemunho de Gloria Polo – VIII | Deus, Bíblia e Poesia
  3. Trackback: Testemunho de Glória Polo – XII | Deus, Bíblia e Poesia

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.