Salmo 127 (128) – O Temor do Senhor e a felicidade no lar

Felizes os que obedecem ao Senhor

e andam em  Seus caminhos, com Ele presente!

Comerás do fruto do teu próprio suor,

assim serás feliz e viverás contente!

.

Tua esposa será como fecunda videira

na discreta intimidade  do teu lar

e teus filhos  como rebentos de oliveira

que ao redor da tua mesa verás  vicejar.

.

Assim será na sua vida recompensado

o homem que obedece e vive na Lei do Senhor.

De Sião sejas pelo Senhor abençoado,

para que vejas a riqueza e o esplendor

.

de Jerusalém todos dias da tua vida

e chegues a ver os filhos dos teus filhos.

Paz a Israel.

.

Ezequiel Miguel

Anúncios

Tenho o Senhor diante de mim

Tenho o Senhor diante de mim

Imagem

A mulher dona de casa

(Confira:  Prov 31,10-31)

.

6023fa7d48388b97aa69e55df162e0ba--woman-silhouette-silhouette-artQuem encontrará a mulher talentosa?

Maior que o das pérolas é o seu valor.

Seu marido confia na mulher virtuosa

e a ele não falta  das riquezas o sabor.

.

Traz-lhe a felicidade, não a desgraça,

todos os dias da sua curta ou longa vida;

adquire a lã e linho e os usa com graça

e de suas  hábeis mãos  sai  arte tecida.

.

Ela se assemelha a um navio mercante

que de  longe  lhe traz  o  precioso grão.

A noite  não impede  que se levante

para aos servos servir logo a refeição.

.

Ela compra um terreno que a encanta,

e, com o que ganha com suas próprias mãos,

brevemente nele uma vinha lá planta,

seus esforços serão tudo menos vãos.

.

Ela sabe que os  seus negócios vão bem

e a sua lâmpada de noite não fenece.

Lança a mão ao fuso e à roca, também.

Ao pobre e ao indigente  alimento fornece .

.

Se neva, não receia  o frio que arrefece ,

porque, lá em casa, se vestem roupas forradas.

A todos  agasalhos   quentes  fornece

e ninguém tem medo das  brancas geadas.

.

Na praça, vê respeitado o seu marido,

quando  ele está entre os anciãos da cidade.

De púrpura e linho fino é o seu vestido,

tece e vende cinturões de qualidade.

.

Prima pela  fortaleza e dignidade

e ao encontro do futuro vai sorridente.

Na sua língua estão ditames de  bondade,

da sua boca  só vem palavra sapiente.

.

Preocupa-se em os seus servos vigiar

e não come o doce pão da ociosidade.

Seus  filhos a saúdam  ao levantar

e o seu marido  a elogia com verdade.

.

Muitas mulheres viveram com valor,

mas tu a todas  de longe ultrapassaste.

Mereces formosura, graça e  louvor,

pela  memória futura que  deixaste .

.

Ezequiel Miguel

.

Artigos relacionados:

. A mulher e a casa

. A mulher e as modas

. A mulher e o sacerdócio ministerial

. A mulher virtuosa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

SALMO 62 (63) –Vós sois o meu Deus… por Vós suspiro

ANO A – XXXII Domingo do Tempo Comum

.

Senhor, Vós sois o meu Deus e por Vós suspiro!

É por Vós que desde a aurora a minha alma anseia,

em ânsias que das minhas profundezas tiro,

como terra seca a chorar por fértil veia.

.

Para ver a Vossa glória e Vosso poder,

quero no Vosso  santuário Vos contemplar!

Vale menos a vida do que em graça viver

e com  meus lábios Vos hei-de sempre louvar!

.

Assim, eu  por toda a vida  Vos bendirei,

em Vosso louvor minhas mãos se erguerão,

com saborosos manjares me saciarei,

hinos de louvor da minha alma sairão!

.

Quando, em meu leito, para Vós voa meu pensamento,

ele me acompanha nas horas que a noite dura;

porque sois o meu refúgio no sofrimento,

sob Vossas asas é a noite menos escura.

.

A Vós, Senhor, quero permanecer unido!

Com a Vossa mão protectora me amparai!

Os que pela morte já me julgam colhido…,

esses…nas profundezas da terra os deixai!

.

Eles não serão poupados pelo fio da espada,

serão para os chacais presas apetecidas,

quando a boca dos ímpios for desactivada.

Receba Deus dos fiéis e do rei honras merecidas!

.

Ezequiel Miguel

A Sabedoria de Deus

(Confira: Prov  8, 22-31)

.

firmamentoQuando nasci, ainda os abismos não existiam,

nem as águas das nascentes vinham abundantes.

os picos das montanhas  ainda não se viam,

de suas bases e cumes não havia depois nem antes.

.

Antes que as colinas e os montes fossem fixados,

eu fui, ainda antes de o tempo nascer,  concebida;

a terra e os campos estavam não cultivados,

porque eles próprios ainda não conheciam  a vida.

.

Antes do início do mundo Eu estava presente!

Eu estava lá quando o Senhor os céus firmou,

com um círculo  tornou o abismo obediente,

e nele  a sua extensão  assim  fechada deixou.

.

Quando Ele sobre os montes as nuvens desenhou,

quando Ele os seus limites aos abismos ergueu,

quando Ele ao mar os  seus diques  nas margens fixou,

Eu estava lá, quando tudo isso aconteceu.

.

Depois de às águas ter os seus limites  fixado,

os fundamentos da terra então Ele lançou.

Nessa altura, Eu estava presente, ao Seu lado,

como  o  Arquitecto que  este projecto desenhou.

.

Eu estava cheia de júbilo dia após dia

e na presença  do Senhor Eu me deleitava;

a minha satisfação sobre  a Terra crescia,

pois era  entre os filhos dos homens  que Eu morava.

.

Ezequiel Miguel

.

Obsv. A Sabedoria, aqui,  identifica-se com o próprio Deus, Criador omnipotente, omnisciente, omnipresente.

Resposta a “Enigmas bíblicos IV”: As virgens loucas

parabola das virgensTrata-se de mais uma parábola, uma figura de estilo muito usada por Cristo para transmitir lições catequéticas e verdades de um modo muito simples e claro, tão simples e claro que toda a gente compreenderia, desde o mais analfabeto até ao mais letrado.

Normalmente, Cristo baseou-se em factos reais ou verosímeis da vida real, aos quais aplicava depois o ensinamento que queria transmitir.

Neste caso, temos as virgens prudentes e as virgens loucas. As prudentes esperavam o esposo devida e cuidadosamente preparadas para o grande momento da sua chegada, que nenhuma delas sabia exactamente quando seria. Elas apenas sabiam e acreditavam cegamente que ele chegaria, por isso, esperavam-no em alegre expectativa, não se descuidando, não se pondo a dormir ou a dormitar e munindo-se do combustível necessário (azeite) para alimentar as respectivas candeias.

As outras virgens, porém, apelidadas de loucas, imprudentes, descuidadas, desleixadas, de entusiasmo morno, não se prepararam para o encontro com o noivo, acabando por ver as suas candeias a ficarem cada vez mais macambúzias, tristonhas, reflectindo também elas o estado de espírito das suas donas, que se aperceberam tardiamente de que elas iriam apagar-se, deixando-as às escuras, numa situação em que nem elas veriam o noivo nem o noivo as veria a elas, acabando por não serem convidadas para o banquete. Era a tragédia! Só havia uma solução: pedir azeite emprestado às virgens prudentes:

– Virgens Loucas (V.L.) – Vede! O nosso azeite está a acabar-se! Não poderíeis emprestar-nos algum azeite do vosso?

Virgens Prudentes (V.P.) – Porque não trouxestes as vossas candeias cheias no máximo?

V.L. – Porque não esperávamos que o noivo demorasse tanto tempo a chegar!

V.P. – E por acaso sabíeis quando ele chegaria?

V. L. – Não! Apenas confiámos nos nossos palpites! Arriscámos demasiado, pegando nas candeias sem verificar se estavam cheias ou não.

V.P. – Lamentamos, mas não podemos emprestar-vos nem dar-vos do nosso azeite, pois pode acontecer que também não chegue para nós. Por isso, é melhor irdes a comprar mais azeite.

E elas foram. Entretanto, chegou o noivo e com ele entraram as virgens prudentes para o banquete. Quando as virgens loucas chegaram, a porta não se abriu para o banquete.

.

As lições da parábola:

1.O Esposo é Cristo.

2. As noivas do Esposo são as almas, masculinas ou femininas.

3. O momento em que o Esposo (Cristo) chega é a morte .

4. O banquete com o Noivo é a salvação eterna, a vida em Deus por toda a eternidade.

5. As virgens loucas, isto é, as almas descuidadas, desleixadas, ficaram fora, em consequência de uma vida espiritualmente desleixada, num cristianismo morno, pouco convicto, apagado e apanhados pela morte em pecado. Também pode aplicar-se àqueles que, baptizados na Igreja Católica, perderam a Fé ou desertaram para confissões protestantes ou práticas condenadas pela Igreja. Todos estes esperam o Noivo com candeias emitindo luz fraca ou nenhuma luz, devido ao combustível poluente que gastam ou à falta de qualquer combustível. O Noivo recusou as virgens loucas, isto é, não entraram no paraíso, condenando-se assim ao inferno.

6. A luz das candeias acesas esperando o noivo é a Graça de Deus, a vida sem pecado, a prática consciente e luminosa dos Sacramentos da Fé católica,…tudo a emitir luz pura nas almas preparadas para receber o Noivo (Cristo) no momento da morte.

Finalmente, a minha resposta ao ” Enigma bíblico IV” é:

As virgens prudentes não faltaram à caridade, porque estava em jogo a salvação individual de cada uma. Se dessem ou emprestassem azeite, arriscavam ter a candeia ( a Fé) apagada quando viesse o Noivo. Ninguém pode/deve arriscar condenar-se na convicção de que a sua condenação levará alguém à salvação.

É um caso curioso, em que Cristo nitidamente louva um aparente egoísmo e uma aparente falta de caridade. A salvação é um negócio individual, por isso, é preciso fazer tudo para a conseguir. Ninguém pode desleixar-se e esperar que alguém faça por ele o que ele não quer fazer. A Igreja ensina que quem salvar uma alma também salvará a sua e quem levar uma alma a condenar-se também arrisca condenar a sua.

Como acontece isso? A santidade daqueles que se salvarão ajudará outros a salvarem-se, em virtude dos seus sofrimentos, boas obras, sacrifícios, orações, Missas, Comunhões, esmolas,…que essas almas oferecem por certos pecadores ou por pecadores indiscriminados. Os que se condenarem, vivendo e morrendo na prática do mal, são os que esperaram o Noivo com as candeias apagadas, não tendo feito nada por si nem pelos outros, em termos de salvação eterna.

Fica a conclusão final que Cristo deixou: “Vigiai, estai preparados, porque não sabeis o dia nem a hora” em que virá o Esposo! Isto quer dizer que devemos, à semelhança das virgens prudentes, estar preparados para, a qualquer momento enfrentar a morte, que chega, em grande número de casos, sem nenhum aviso prévio.

 .

Ezequiel Miguel

.

Artigos relacionados:

. Enigmas bíblicos I

. Resposta a “Enigmas bíblicos I”

.Enigmas bíblicos II

. Resposta a “Enigmas bíblicos II”

. Enigmas bíblicos III

. Resposta a Enigmas bíblicos III

. Enigmas bíblicos IV – As virgens loucas

Salmo 130 (131)- Confiança, calma e sossego em Deus…

Ano A – XXXI Domingo do Tempo Comum

.

Senhor, o meu coração não é orgulhoso

nem os meus olhos são sobranceiros, altivos;

atrás das grandezas não corro pressuroso,

de coisas altas demais não estou cativo.

.

Pelo contrário, estou tranquilo e sossegado,

como criança saciada ao colo da mãe;

tal como um menino ao colo da mãe sentado ,

assim minha alma está sossegada também.

.

Israel, espera no Senhor, agora e sempre.

.

Ezequiel Miguel

 

Previous Older Entries