Testemunho de Gloria Polo – XV

Tópicos:

. Falsos testemunhos

. Zombar do próximo

. Faltar à caridade

. O deus dinheiro

. O poder das palavras

. Pecados da língua

. A hipocrisia

. A realidade e as aparências

. Manipulação das pessoas

.

troça03 Glória Polo conta:

Levantar falsos testemunhos – Mentir também é roubar. Nisso eu era esperta, porque Satanás tornou-se o meu pai. Porque tu podes ter Deus ou Satanás por Pai. Se Deus é amor e eu era ódio, quem era o meu pai? Se Deus me fala de perdão e de amor aos que me fazem mal, mas eu dizia que quem mas faz, mas paga; era vingativa, mentirosa, e se Satanás é o pai da mentira, então quem era meu pai? São terríveis os pecados da língua! Eu via quanto mal tinha feito com a minha língua, quando criticava, quando gozava com alguém, quando chamava nomes a alguém. E como se sentia essa pessoa, como lhe doía aquela alcunha que lhe pus, criando um complexo de inferioridade tão grande, a ponto de a destruir! Por exemplo: uma pessoa gorda a quem chamei gorda, fazendo-a sofrer, e como essa palavra terminou numa acção destrutiva!

O caso da menina gorda – Quando eu tinha 13 anos, havia o grupo das amigas que para mim era um orgulho pertencer-lhe. Era um grupinho de meninas finas e espertas. O Senhor mostrou-me como esse grupinho de espertalhonas “mataram” espiritualmente uma menina na escola. Havia na escola uma menina gorda, obesa. As minhas amigas começaram a atacá-la e a gozá-la, chamavam-lhe nomes feios, como foca, elefanta e outros. Gozávamos com ela. Eu, como não queria ficar mal com as minhas amigas, fazia o mesmo, para ficar bem com elas. Agora, no Livro da Vida, vejo como essa menina ficava cada dia com mais complexos pela sua gordura. Ela olhava-se ao espelho e cada vez que se via a si própria sentia-se mais e mais feia. O facto é que começou a odiar-nos e a odiar-se a si própria. E quanto mais ela se via, mais se odiava. E o ódio é morte, é morte da alma. Essa menina, nesse desespero pela gordura, um dia tomou um frasco de iodo, para ver se emagrecia. Mas, sabem o que aconteceu? Sabem como ficou por causa do iodo? Quase cega! Apanhou uma forte intoxicação e quase ficou cega! Por isso, não voltou à escola. A nós, nunca nos importou saber! Nunca mais apareceu e não nos importou saber.

Por isso, digo-vos, irmãos, que os pecados de comunidade são muito graves, gravíssimos, porque esses pecados também são nossos. O pecado dessa menina também foi nosso pecado, porque não fizemos nada para evitá-lo. E não é só o pecado individual, mas também o da humanidade, pela qual não fizeste nada para mudar isso.

O poder da palavra: quando nós destruímos aquela menina, pondo-lhe nomes, o demónio entrou nela e destruiu-a, e ela pôde destruir outros com o seu ódio. E assim se vão formando as correntes do mal. Onde há ódio, o maligno está lá! Essa foi uma visão de como matámos uma companheira de escola. Matámos a sua alma. (1)

Sobrinha queimada – Vinte anos mais tarde…eu tinha uma sobrinha muito bonita, ensinava-a, aconselhava-a como vestir-se, como realçar o seu corpo, maquilhagem, etc. Um dia, ela queimou-se gravemente em mais de 70% do seu corpo. Só a cara não se queimou. Mas era muito grave e podia morrer.

Eu fiquei furiosa com Deus, fui à capela e disse: “Deus, se existes, prova-mo! Prova-me, mostra que existes, salva-a!” Imaginem que soberba a minha! A minha sobrinha salvou-se, mas ficou totalmente queimada, com marcas graves. As mãos ficaram tortas…! Nessa altura já eu tinha dinheiro, levava-a passear, à piscina. Mas quando a metia na piscina, toda a gente saía protestando e diziam: “ Que nojo! Não sei porque saem de casa com essa criatura! Vêm para aqui a estragar-nos as férias”!

Isto diziam as pessoas que a viam. As pessoas são más, perversas, egoístas, quando falam assim!…Desta forma, a minha sobrinha começou a não querer sair de casa. Chegou até a ter medo das pessoas e começou mesmo a odiá-las ! (Chora) O Senhor mostra-nos a cada um de nós, quando gozamos de um irmão sem uma gota de compaixão. Que direito temos de fazer alguém sofrer, pondo sobrenomes e chamando nomes feios, sem saber o que esta pessoas está a sentir? Que direito temos de ser tão cruel? Deus vai mostrar-te quantas pessoas assassinaste só com uma palavra! Vais ver o poder terrível que tem uma palavra para assassinar almas!

Mas sabem que se for frente ao Santíssimo Sacramento e pedir a Deus a graça de reparar os meus pecados, Deus estará a sarar a minha sobrinha na sua alma? Porque esse Deus é um Deus enamorado e, à medida que fechamos as portas ao mal, vai-nos abrindo as portas das bênçãos. Quando o Senhor me fez o exame dos 10 Mandamentos, mostrou-me como era que eu dizia que adorava e amava a Deus, com a s minhas palavras, mas, ao contrário, estava a adorar Satanás. Eu criticava tudo e todos e a todos apontava com o dedo. a “santa Gloria”…, o Senhor mostrou-me tudo isto, quando eu dizia que amava a Deus e ao próximo, mas era falsa e muito invejosa…´Deus mostrou-me como eu jamais reconheci nem agradeci aos meus pais toda a entrega deles para me darem uma profissão e poder triunfar na vida, todo o sacrifício e o esforço que fizeram; mas eu não via isso! Mas eu tive a minha profissão, até eles ficarem inferiores, para mim. Ao ponto de ter vergonha da minha mãe, pela humildade e pobreza dela. Olhem tudo isto é vergonhoso. Deus fez-me uma análise de toda a minha vida, à luz dos 10 Mandamentos, mostrou-me como fui eu com o próximo, como fui com Deus.

FONTE: Gloria Polo “Estuvo en las puertas del cielo y del infierno”, traduzido por Maria José Moniz e Padre Macedo SCJ, com o título” Da ilusão à verdade”. Edição : Cidade do Imaculado Coração de Maria, Apt.86, 2496-908 Fátima

……………………………………………………

Comentários por: Ezequiel Miguel

1 – Matar a alma – As almas não morrem, estejam elas ainda unidas aos corpos, estejam no Inferno, no Purgatório ou no Paraíso, porque elas são espíritos e porque Deus, assim o decretando, é fiel aos Seus decretos. Esta expressão significa: matar a presença de Deus na alma que está em Sua graça, isto é, sem pecado grave. A presença de Deus na alma é tanto mais intensa quanto mais santa ela for. A doutrina católica ensina que na alma sem pecado grave está Deus e na alma em pecado grave está Satanás.

A alma sem pecado grave é morada de Deus, templo de Deus. Disse Cristo: “ Aquele que cumprir as Minhas palavras, nós (Pai, Filho, Espírito Santo) viremos a ele e nele faremos a Nossa Morada”. Segundo S. Paulo, todo o cristão sem pecado é templo do Espírito Santo: “Não sabeis que sois templos do Espírito Santo e que Deus habita em vós” (1 Cor 3,5-17) ?

2 . Como surgiram as almas? – As almas vieram ( e vêm) directamente de Deus, que as criou e continua a criar no exacto momento da concepção, o momento da união da célula masculina com a feminina, dando origem a um ser humano, já com direito a nascer, doutrina que os/as abortistas recusam aceitar, mas que todos devem aceitar, sobretudo os cristãos, sob pena de pecado grave e de heresia. Todo o cristão deve saber que o aborto provocado é pecado grave. Sendo assim, as almas são propriedade de Deus, assim como os corpos, também concebidos para os fins que Deus tem em vista – a salvação eterna dos corpos, unidos às suas almas. Aos corpos apenas é agregada uma alma e cada alma é destinada a um só corpo. Se acredita ou prega a reincarnação, Vc. virou herético, pois vai contra a doutrina da Igreja e contra a Verdade. Ajude esse seu corpo a santificar a sua alma e ajude essa sua alma a santificar o seu corpo, pois não terá outro nem outra! Eles fazem uma unidade indissolúvel, embora fiquem separados por algum tempo, depois da morte corporal. No Juízo Final, na Ressurreição da Carne, voltarão a unir-se para começarem a eternidade novamente unidos, no Paraíso ou no Inferno, com Deus ou com os demónios. Não restará alternativa. Isto é tão certo como haver céu e terra! Tudo o que se disser ou se ouvir em contrário vem do demónio. Este assunto é Dogma de Fé e os católicos professam-no no CREDO: …”Creio na Ressurreição da Carne (= corpos já mortos na altura do Juízo Final) e na Vida Eterna, Àmen!”

3 . Como repor a graça de Deus na alma? Como libertá-la de Satanás? – O primeiro passo para que a alma seja considerada Templo de Deus, Templo do Espírito Santo, Templo da Santíssima Trindade, é apagar o Pecado Original, pelo Sacramento do baptismo, instituído por Cristo para esse efeito. O Baptismo faz da pessoa uma nova criatura, com novos direitos e obrigações. O Baptismo é tão importante que é permitido a qualquer pessoa, de qualquer religião, baptizar outra, desde que o faça correctamente, sobretudo em caso de morte iminente. Porquê? Porque o Baptismo perdoa o pecado original e todos os outros pecados, se os houver, abrindo assim as portas do Paraíso ao novo cristão, que fica filho adoptivo de Deus, com direito à Sua Herança, que é Ele Mesmo.

4. Alcunhas e troça humilhantes – Estas situações surgem frequentemente nas escolas, causando terríveis traumas naqueles que são suas vítimas, as quais acabam por se isolarem, não jogarem nem conviverem, não sendo raro serem encontrados a chorar. Mesmo em alunos da Escola Primária, dos 7 aos 11 anos, será de seguir o conselho:” Não faças caso, eles não o fazem por mal!”? Será que os professores e funcionários, o Estado, os Encarregados de Educação, estarão atentos a estes fenómenos ou, simplesmente, lavam as mãos, dizendo ou pensando: “São coisas de crianças! Não podemos levar isso muito a sério!”. Mas há casos em que adultos também são merecedores de crítica, quando zombam de alguém com uma deficiência física. Qual o grau de tolerância que Vc. lhes daria? Compare a sua opinião com este caso que a Bíblia relata em   2Reis 2, 23-24:

“Dali, ( o profeta Eliseu) subiu para Betel. Enquanto caminhava, saíram da cidade alguns rapazitos, que se puseram a zombar dele, dizendo: “Sobe, careca! Sobe careca!”. Eliseu virou-se para trás, viu-os e amaldiçoou-os em nome do Senhor. Imediatamente saíram da floresta dois ursos e despedaçaram quarenta e dois daqueles rapazes” (2Reis 2, 23-24).

5. As obras: boas, más ou nulas?- Tudo aquilo que nós consideramos boas obras serão mesmo boas obras ou terão somente a aparência de boas, acabando mesmo por serem, na verdade, nulas ou más? Terão elas a garantia de qualidade? O que lhes confere essa garantia? S. Paulo, na sua 1ª Carta aos Coríntios 13,1- 3, diz-nos como é, no seu Hino ao Amor (= Caridade):

.“Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver Caridade (Amor), sou como um bronze que soa ou um címbalo que retine.

. Ainda que eu tenha o dom da profecia e conheça todos os mistérios e toda a ciência, ainda que tenha tão grande fé que transporte montanhas, se não tiver Amor, nada sou!

. Ainda que eu distribua todos os meus bens e entregue o meu corpo para ser queimado, se não tiver Amor, de nada me aproveita “ ( 1 Cor 13, 1-3).

Características do verdadeiro Amor a Deus, segundo S. Paulo:

.“ O Amor é paciente

. O Amor é prestável

. O Amor não é invejoso, arrogante ou orgulhoso

. O Amor nada faz de inconveniente

. O Amor não procura o seu próprio interesse

. O Amor não se irrita nem guarda ressentimento (rancor)

. O Amor não se alegra com a injustiça, mas rejubila com a verdade

. O Amor tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” ( 1 Cor 13, 4-7).

O Amor ( Caridade) a que S. Paulo se refere é o Amor a Deus e somente este Amor valida as nossas boas obras. Na verdade, só há um Amor que venha dos homens: o Amor a Deus, correspondendo ao Amor de Deus pelos homens. Como sabemos se temos esse Amor? Levando uma vida sem pecado grave, o que não é possível a quem não estiver alinhado com a doutrina da Igreja Católica, à qual Cristo deixou os Sacramentos, instituídos para o efeito. Ninguém tem Amor a Deus sem frequentar os Sacramentos da graça e do perdão dos pecados: Baptismo, Penitência ( =Confissão), Crisma, Eucaristia, Santa Unção. Quem praticar boas obras, mas estiver em pecado grave, não tira proveito para a salvação. S. Paulo é bem claro a este respeito. Pensem nisso todos aqueles que andam no protestantismo, no espiritismo, na homossexualidade, nas uniões de facto, nos casamentos somente pelo Civil, nos divorciados juntos com outra pessoa, etc.

6. Comungar ou não comungar : eis a questão! – Recentemente, houve uma manifestação de homossexuais que se diziam católicos e que reivindicavam o direito de se apresentarem à Comunhão Eucarística. Como é possível tal descaramento? Se não mudam de vida, se não se arrependem, se não se corrigem, se não se confessam, se já estão em pecado, querem piorar ainda mais? Será fruto de ignorância, atrevimento ou ideia satânica? Talvez tudo! S. Paulo diz que quem comunga em pecado grave come e bebe a sua própria condenação eterna, caso morra nesse pecado. Pensem também os católicos não praticantes, os que não se confessam, os que se confessam mal, os que vão à Sagrada Comunhão em pecado…e outros!

S. Paulo também se refere àqueles que se condenarão eternamente, se morrerem em pecado: “Ou não sabeis que os injustos não herdarão o Reino de Deus (Paraíso)? Não vos iludais: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os pedófilos, nem os beberrões, nem os ladrões, nem os caluniadores, nem os salteadores, nem os avarentos herdarão o Reino de Deus. E alguns de vós eram assim. Mas vós cuidastes de vos purificar; fostes santificados, fostes justificados em nome do Senhor Jesus Cristo e pelo Espírito do nosso Deus” ( 1 Cor 6, 9-11).

7 . Sede Santos! – S. Paulo diz que uma pessoa, por mais pecadora que tenha sido, pode purificar-se, santificar-se, justificar-se (=tornar-se justo, santo). Como? Através do Sacramento da Penitência (Confissão), onde os Sacerdotes católicos, que são Ministros, Representantes, Delegados de Cristo, fazem aquilo que o próprio Jesus lhes ordenou: “Ide, perdoai os pecados! Àqueles a quem os perdoardes ser-lhes-ão perdoados. Àqueles a quem não os perdoardes não lhes serão perdoados” (Jo 22, 23). Ora, quando S. Paulo se converteu, estes sacramentos já tinham sido instituídos, por isso, só poderia dizer o que disse tendo em conta o Sacramento do Baptismo, da Penitência (=Confissão oral) e da Eucaristia. É por eles que Cristo, o Cordeiro de Deus, tira os pecados do mundo, tal como S. João Baptista anunciava.

8. Quem quererá as coisas mais claras? – Então, dizendo os protestantes que a Bíblia é a única fonte da Verdade, porque rejeitam esta passagem? Quem há, entre os protestantes, a quem Cristo tenha dito tais palavras? Quem há, entre eles, que tenha poder, autoridade, mandato,…para perdoar pecados “em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”? Como não há, como e por quem são perdoados os seus pecados? Rejeitando a Confissão, onde se inclui a confissão oral dos pecados a um sacerdote, o sincero arrependimento e o firme propósito de emenda, confiam eles no “confessar-se directamente a Deus”? Se assim fosse, Cristo teria instituído este Sacramento para nada e, não sendo para nada, não o teria instituído, pois Deus não faz coisas inúteis, tanto mais que está em jogo a salvação eterna das almas. Dê graças a Deus por alguém lhe dizer estas coisas com todo o realismo, uma vez que Vc., se estiver afastado da Igreja Católica, poderá ser vítima da sua ignorância culpável ou de algo pior, como por exemplo ser um inimigo, difamador ou caluniador da Igreja Católica. Sendo assim, o seu julgamento será severo. Não durma descansado! É caso para todos nós, os baptizados, pensarmos. Se quem isto ler não for baptizado ou não estiver sintonizado com a Igreja Católica, chegou a hora de endireitar a sua vida!

A Igreja, pelo Concílio de Trento, no Cânon 6 dos “Cânones sobre o Sacramento da Penitência”, excomunga todos aqueles que rejeitam a Confissão Sacramental oral, seja qual for o argumento de que se sirvam para atacar este Sacramento, o Sacramento da Misericórdia Divina por excelência.

.

 Ezequiel Miguel

 .

Artigos relacionados:

. Testemunho de Gloria Polo – I

. Testemunho de Gloria Polo – II

. Testemunho de Gloria Polo –  III

. Testemunho de Gloria Polo – IV

. Testemunho de Gloria Polo – V

. Testemunho de Gloria Polo – VI

. Testemunho de Glória Polo – VII

. Testemunho de Gloria Polo – VIII

. Testemunho de Gloria Polo IX

. Testemunho de Glória Polo X

. Testemunho de Gloria Polo XI

. Testemunho de Glória Polo – XII

. Testemunho de Gloria Polo – XIV

.Comunhões mal feitas

. A mentira

. A Barca da Vida.

. Eu, pecador, me confesso

. Você sabe o que é a Igreja Católica?

. Perdoai os pecados

. Festas no Céu?

. A salvação a todo o custo

Anúncios

5 comentários (+add yours?)

  1. Trackback: Testemunho de Gloria Polo XVI – O Livro da Vida | Deus, Bíblia e Poesia
  2. Trackback: Testemunho de Gloria Polo XVII | Deus, Bíblia e Poesia
  3. Trackback: Testemunho de Glória Polo XVIII | Deus, Bíblia e Poesia
  4. Trackback: Testemunho de Gloria Polo XIX | Deus, Bíblia e Poesia
  5. Trackback: Testemunho de Gloria Polo XX – Regressada da morte | Deus, Bíblia e Poesia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s