Resposta a Enigmas bíblicos X – “Nem o Filho nem os Anjos sabem. Só o Pai!”

(Cf. Mt 24-39)

catastrofeCitações bíblicas:

1. (Daniel 12, 1-3) – “Nos últimos tempos surgirá Miguel, o grande chefe dos Anjos, aquele que presta assistência aos filhos do teu povo. Será um tempo de angústia, como não terá havido até então, desde que existem as nações. Nesse tempo, a salvação virá para o teu povo, para todos os que estiverem inscritos no livro de Deus. Muitos dos que dormem no pó da terra hão-de acordar, uns para a vida eterna, outros para a vergonha e a desonra sem fim. Os sábios brilharão com o esplendor do firmamento e aqueles que tiverem guiado a multidão nos caminhos da justiça terão o brilho das estrelas por toda a eternidade.”

2. (Mal 4, 1-2ª) – Há-de vir o Dia do Senhor, ardente como uma fornalha. Serão como a palha todos os soberbos e quantos praticam o mal.” O dia que há-de vir os abrasará – diz o Senhor do Universo – e não lhes deixará nem raízes nem ramos. Mas, para vós que temeis o Meu Nome, nascerá o sol da justiça, trazendo a salvação nos seus raios.”

3.(Mc 13,24-32)–“ Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos, ao falar da Sua vinda: “Nos últimos dias, depois da grande aflição, o Sol ficará cheio de trevas e a Lua não dará a sua claridade; as estrelas começarão a cair do céu e as forças que hás nos céus serão abaladas. Nessa altura, verão o Filho do Homem vir nas nuvens, com grade poder e glória. Ele mandará aos Seus Anjos, para reunir os Seus eleitos, dos quatro pontos cardiais, do extremo da Terra ao extremo do Céu”(Mc 13,24-32)

4. (Ap 21,1) – “Vi então um Novo Céu e uma Nova Terra, pois o primeiro Céu ( o paraíso terrestre de Adão e Eva) e a primeira Terra ( a actual) tinham desaparecido e o mar (= o Mal) já não existia.” (Ap 21, 1)

5. (Ap 21,2) – “E vi descer do céu, de junto de Deus, a cidade santa, a Nova Jerusalém, (= a Nova Terra/ Novos Céus) já preparada, qual noiva adornada para o seu esposo (=Cristo)”. (Ap, 21, 2)

6. ( Ap 21,5) – “O que estava sentado no trono afirmou: “ Eu renovo todas as coisas” (Ap 21, 5)

7. (Ap 21,4) – “Ele (Deus) enxugará todas as lágrimas de seus olhos e não haverá mais morte, nem luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas (a Velha Terra) passaram” (Ap 21, 4)

Nem o Filho nem os anjos sabem. Só o Pai é que sabe! (Mt 24,31)

O que sabemos e conhecemos a respeito de Deus deve-se ao facto de Ele o ter revelado. No Antigo Testamento, Deus revelou-se aos homens através dos Patriarcas Abraão, Isaac e Jacob e dos reis e profetas de Israel. No Novo Testamento revelou-se através de Jesus Cristo, o Filho de Deus feito Homem, por isso, dizemos que Jesus Cristo é o Verbo, a Palavra de Deus, porque Ele falou e agiu em nome do Pai. Por isso, Jesus Cristo, além de Filho de Deus, é também o Profeta acima de todos os profetas.
Com a Incarnação do Filho no seio da Virgem Maria, Deus tornou-se também Homem, sem deixar de ser Deus, com o nome de Jesus Cristo, Deus-entre os-homens, Deus connosco, o Emmanuel, o Salvador, o Redentor, verdades que professamos no Credo. Com frequência, Jesus Cristo chamava-se a Si mesmo o “ Filho do Homem”, contrapondo-se a o “Filho de Deus”.

E agora a questão: Sendo Jesus Cristo Deus e Homem verdadeiros, como explicar que Ele tenha dito, a respeito daquela profecia de destruição: “Nem o Filho nem os anjos sabem! Só o Pai”.

“Tudo isto vai acontecer nesta geração”

A que se referia Jesus? Que geração? Estava Cristo a referir-se ao cerco e destruição de Jerusalém pelos Romanos, no ano 70?
O texto 3 refere que os eleitos serão reunidos, vindos dos quatro cantos da Terra, logo, será acontecimento universal. Por outro lado, virá depois Jesus Cristo, que descerá do céu com grande poder e glória, visível por todos os habitantes da terra. Aparecerá também o sinal de Jesus Cristo, a Cruz de luz que se elevará da terra até ao céu. As aparições de Garabandal, Espanha, referem-se a este fenómeno, que será anunciado a seu tempo pelas videntes ainda vivas. Se ler o capítulo 21 do Apocalipse ficará mais informado sobre este assunto, que corresponde à 2ª vinda de Jesus Cristo à Terra, para fundar a 3ª Geração, a do Espírito Santo, pois a 1ª Geração (a do Pai) vai desde Abraão até Cristo.
A 2ª Geração vai desde Cristo (ainda em vigor) até aos dias em que estes fenómenos profetizados se concretizarem, no Fim dos Tempos, nos quais já nos encontramos. A transição da 2ª Geração para a 3ª está referida no Apocalipse, cap. 21, com o título NOVA TERRA, NOVOS CÉUS, a que corresponde a Geração do Espírito Santo, com novos homens, com a abolição do pecado, com a inacção de Satanás,…em que todos os homens serão santos, “pois o Mar (símbolo do mal) já não existe” (Ap 21, 1). A “Nova Terra” será” o “Novo Céu”, passando a haver dois CÉUS. Este é o tema das revelações feitas por Cristo a Vassula Ryden, Margarida ( belga),já falecida), e JNSR (= JE NE SUIS RIEN). Também está tudo relacionado com as “CRUZES DE AMOR”, que muitos não conseguem digerir, e com essa outra, igualmente luminosa, pedida por Jesus a Margarida e destinada a ser construída em Dozulé (Bretanha francesa), com a altura de 738 metros, a altura do monte do Calvário. Ainda não foi construída, porque tem de partir da iniciativa da Hierarquia da Igreja Católica. A construção desta Cruz anularia esta terrível e catastrófica profecia de Cristo relatada nos textos acima e no Apocalipse. Leia também no Apocalipse o capítulo 16: “As taças da Ira”.

Quando à resposta de Cristo:

Não é Ele Deus, juntamente com o Pai e o Espírito Santo? Depreende-se que o Espírito Santo também não sabe, uma vez que só o Pai é que sabe. Além disso, Cristo só saberá quando o Espírito Santo lho transmitir, como a seguir se explica.
Para compreender a resposta de Cristo temos de compreender um pouco como Deus actua no conjunto das 3 divinas Pessoas, pois, sendo Trino em Pessoas, é Uno, o que quer dizer que cada Uma está também em união com as Outras, embora com funções e atributos diferentes.

Há duas hipóteses para compreender a resposta de Cristo:

1. Cristo poderia querer dizer que não sabia como simples Homem, não recorrendo às suas prerrogativas divinas. Como Deus, Ele teria de saber, não tendo, porém, conveniência em revelá-lo. Mas, nesse caso, estaria a mentir, o que não podia ser. Temos de ter em conta, porém, que a natureza humana e a natureza divina estavam (e estão) hipostaticamente unidas, não sendo possível separá-las. Cristo podia actuar com uma ou com outra ou com as duas. O que se sabe, a partir dos evangelhos, é que, de vez em quando parecia actuar apenas com uma, comportando-se umas vezes como Homem e outras vezes como Deus ou como Deus e Homem. No caso dos milagres teria de ser forçosamente com as duas naturezas bem evidenciadas, uma vez que comandava ventos e mares, doenças e demónios e até a morte.
2. Imagine agora uma Fonte Eterna de Vida, de Sabedoria, Poder, Conhecimento (o Pai), da Qual emerge constantemente Vida, Conhecimento, Informação, Desejo, Planificação, Decisão, Vontade,… que, através do Espírito Santo, são levados, transmitidos instantaneamente, como por um Canal, ao Filho. Seria um Canal de Ida – do Pai para o Filho. O Filho seria um Oceano com capacidade infinita para receber e reter tudo o que viesse do Pai, trazido pelo Espírito Santo. Por sua vez, o Espírito Santo, também Canal de volta – do Filho para o Pai – levaria tudo aquilo que o Filho quisesse transmitir ao Pai. Esta realidade ajuda a compreender como é que Cristo estava permanentemente em oração, em contacto com o Pai, não só para receber mas também para enviar, não sendo necessárias as palavras para efectuar essa comunicação permanente. O Pai e o Filho são, simultaneamente, e também alternadamente, EMISSOR e RECEPTOR, desempenhando o Espírito Santo as respectivas funções de transportar as ondas e as mensagens num e noutro sentido.
Sendo assim, é provável e possível que a Informação sobre a data do cumprimento da profecia apocalíptica em questão ainda não tivesse sido transmitida, por a FONTE (o Pai) ainda a não ter trazido à superfície e lançado na corrente, por armazenada ainda nas profundezas desse divino Oceano.
Cristo dizia muitas vezes, para justificar atitudes e comportamentos, que actuava para fazer a vontade do Pai e que esse era o Seu alimento principal, em detrimento do alimento para o corpo: “O meu alimento é fazer a vontade de Meu Pai”!” Porque me procuráveis? Não sabeis que tenho de fazer a vontade de meu Pai?”;” Pai, faça-se a Tua vontade e não a Minha!”
Como é que Cristo sabia, em todas as circunstâncias e situações, qual era a vontade do Pai? A informação era trazida pelo Espírito Santo no momento em que o Pai a produzia, fruto da União total e perfeita das Três Divinas Pessoas em total e perfeita Unidade. Mistério que só está ao alcance Delas compreender. Fora Delas, nem os anjos nem os santos, nem mesmo a Virgem Maria, abarcam em plenitude, o que equivale a dizer que só Deus se compreende a Si Próprio. Quem O compreendesse seria também Deus.
Concluindo: A transição para a 3ª Geração já deveria ter acontecido, não fosse, ao que parece, a intervenção amorosa da Virgem Maria, no sentido de esperar mais algum tempo, na esperança de que os homens se convertam e deixem de pecar. Esta Geração do Espírito Santo corresponde a uma Nova Criação, uma Nova Terra, uma Nova Jerusalém, um Novo Céu, Novos Homens,… , o Oitavo Dia, … que surgirá após os três dias de trevas de que fala o texto 3 (Cf. Mc 13,24-32). E haverá, finalmente, na Terra, um só Rebanho (Povo de Deus) e um só Pastor (Jesus Cristo), uma só Igreja realmente universal (a Igreja Católica), depois de tudo e todos renovados.

Prepare-se, converta-se, entre ou reentre na Igreja Católica, endireite a sua vida, se for o caso, pois pode ser apanhado de surpresa e não integrar esse NOVO POVO DE DEUS, ao qual todos os homens que ficarem vivos pertencerão. Pelos dados de que disponho, não se trata de mera especulação ou ficção. Já está escrito preto no branco! Não está mais divulgado porque há quem esteja interessado em abafar estas realidades.

Tudo o que fica escrito é a minha visão pessoal, a minha interpretação, a minha especulação e a minha resposta ao “Enigma bíblico X”. Não há aqui dogmas ou verdades de fé obrigatória.

.

Ezequiel Miguel

.

Artigos relacionados:

– As sete taças da ira
. Harmaguedão
– A Nova Jerusalém – I
. A Nova Jerusalém – II

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: