Publicado por: Administrador | Abril 18, 2019

Jesus é alvo de tentativa de rapto

(Realidade & ficção

 .

Personagens – Jesus e os Seus Apóstolos

Local da cena: O caminho de Jerusalém ao Jardim das Oliveiras

Situação no tempo : entre as 22.00 e as 23.00 horas de 5ª Feira Santa

conspiraçãoA Ceia da despedida já ficara para trás, juntamente com os episódios  lá ocorridos: o convívio, as últimas recomendações de Jesus, a instituição da Eucaristia, a Comunhão sacrílega de Judas, o lava-pés aos apóstolos, a ordenação sacerdotal e episcopal de Pedro e João por Jesus, os  quais, por sua vez, ordenaram os outros apóstolos, incluindo Judas.

Agora, aproximava-se uma nova etapa, a mais difícil e dolorosa da Redenção. Chegara a hora, tantas vezes anunciada por Jesus, mas nunca compreendida e aceite pelos Apóstolos.  Agora, em total silêncio,  Jesus e os onze Apóstolos já caminhavam em direcção ao Jardim das Oliveiras, mas, na cabeça de todos, estava ainda fresca a saída misteriosa de Judas, que já tinha sido diagnosticada como um passo mais para a traição ao Mestre e a eles.

Mas o silêncio total foi, pouco a pouco, interrompido por cochichos, murmúrios, movimentações cautelosas entre os Apóstolos, tal como se faz quando se prepara uma conspiração ou uma emboscada. A ideia de que se encontravam ali como se fossem para um funeral de Alguém que ainda não morrera começou a cruzar as mentes e a despertá-las para tentar travar aquele processo de uma comitiva a prestar honras a um Condenado à morte que ia ser executado.

Jesus caminhava à frente, em absoluto silêncio, pois o que tinha para dizer já o dissera. Em termos modernos e desportivos diríamos que Ele se ia mentalizando para aguentar o embate que estava próximo: a Sua Agonia. Cá atrás, a alguma distância, para que o Mestre não desse conta, uma ideia surgiu e começou a crescer na cabeça de Pedro, ideia não trabalhada nem polida, como era seu apanágio:

Pedro – Ouvi lá! Então, nós vamos tolerar que aquele bandido do Judas não esteja aqui? O Mestre disse que um de nós O iria entregar. Já vimos que é ele! Vamos deixar o Mestre ir para a morte sem fazermos nada, como se fossemos uns mansos cordeirinhos que nada podem fazer pelo seu Pastor?

Tiago de Zebedeu – O que achas que poderemos fazer? Ele já disse que se entrega porque quer e porque chegou a Sua hora, a hora que o Pai marcou. Quem poderá contrariar a Sua vontade soberana?

Pedro – (Indo de um a outro, passando o recado) Eh, vós aí, ficai um pouco mais para trás e falai baixinho, para que o Mestre não ouça! Tenho um plano!  Eu tenho uma espada e vós tendes punhais. Na perspectiva de sermos poucos, podíamos cercar o Mestre e raptá-Lo, pois não adianta nada negociar com Ele. Meteu-se-Lhe em cabeça que tem de se entregar  aos inimigos como um cordeirinho e…

Tomé – Raptá-LO? Eu não sei como!

João – Mas que ideia! Nem todo o exército romano seria capaz de fazer isso contra Sua vontade. Vistes o que aconteceu em Nazaré, quando quiseram deitá-Lo do monte abaixo? Ele paralisou os inimigos e eles nem foram capazes de Lhe tocar. Ele faria o mesmo connosco e, depois, sabe-se lá o que Ele nos diria! Mas, ó Pedro, não estarás a sonhar? Já te esqueceste que Ele impera sobre a morte, sobre a doença, sobre os demónios, sobre os ventos, as tempestades, os mares…E ambicionas tu raptar Deus? Estás louco e o teu plano é louco. Não tem viabilidade!

Pedro – Mas tu esqueces-te de uma coisa! Não te lembras que Ele nos disse há pouco que ia chegar a hora de Satanás e que Ele e nós iríamos ser abandonados pelo Pai? Ora, se Ele é abandonado pelo Pai, Ele fica um homem  fraco como nós.  Olha só como Ele caminha cada vez com mais dificuldade! Eu até penso que a visão Dele está a ficar cada vez mais fraca. Vê como Ele, de vez em quando, se baixa para ver melhor as pedras do caminho! Aquela profecia que diz “enviará os seus anjos para que Ele não tropece nas pedras do caminho” (Salmo 90) está suspensa. Sendo assim, Ele não teria força para se opor a nós todos. Podíamos raptá-LO  e escondê-LO!

Mateus – (Irónico) Seria uma glória para todos nós conseguir raptar Deus!…Todo o universo se inclinaria perante nós, tal como os feixes do centeio perante o José de Jacob!… E onde o esconderíamos?

Pedro – Talvez em Betânia, no palácio da irmã mais nova de Lázaro,  a Maria! Por estes dias, eles estão cá os três, mas podíamos ir para lá sem ninguém saber. Os servos conhecem-nos e aceitar-nos-iam sem fazerem perguntas.

Filipe – E que faríamos com Maria, a Mãe do Mestre?

Pedro –  Ela está ainda no Cenáculo e podíamos convencê-LA a ir connosco para Betânia e assim ficavam a Mãe e o Filho juntos. Sempre se animavam um ao outro. Depois, quando Eles estivessem em segurança, iríamos ajustar as contas com o Judas Iscariotes. Eu sempre desconfiei daquele hipócrita e, se o Mestre me tivesse deixado, eu já há muito tempo lhe teria tratado da saúde!…

Tiago de Zebedeu – E quem vai lá para A convencer?

Pedro – Vais tu,  ou o João, que sois da família (sobrinhos ) Dela! Eu fico aqui, porque tenho uma espada e espero que ela fique romba à custa de cortar cabeças!…Além disso, eu disse ao Mestre que estava disposto a morrer com Ele ou na vez Dele, se Ele preferir!

Tomé – Eu também tenho uma espada, mas…tenho cá as minhas dúvidas se poderei usá-la! Além disso, Pedro, lembras-te daquilo que o Mestre disse a teu respeito: “Antes de o galo cantar duas vezes, três vezes me negarás?”

Pedro – Também tu acreditas nisso? Aquilo foi um exagero que não quero levar a sério. Eu vou defendê-Lo até à morte! Mas preciso de vós todos! Sozinho, o que posso fazer?

João – Mas, se é a vontade do Pai e a Sua, que sofra o que tem a sofrer, não há no mundo nenhuma força que a isso se possa opor. É aceitar e…mais nada!

Nataniel –  Talvez estejas a ser um pouco pessimista!  Eu tenho um plano alternativo!

Pedro – Espera aí!…  Se não gostais deste plano, tenho outro, em alternativa. Tenho outra ideia e tenho de a contar, antes que rebente ou me esqueça! Este plano passa por Lázaro. Sabemos que Lázaro foi ressuscitado. Podia ir algum de nós a casa dele e pedir-lhe que interceda pelo Mestre junto de Pilatos. Ele pode impedir os Judeus de fazerem qualquer coisa contra Ele. Lázaro tem muita influência junto dos Romanos, porque o seu pai foi governador romano da Síria! Assim, Ele falaria ainda hoje com Pilatos, que enviaria um destacamento militar até ao Getsémani e, quando os esbirros do Templo lá chegassem, eles teriam uma desagradável surpresa, primeiro, e depois deixariam lá as cabeças a rolar pelo monte abaixo…E se há uma cabeça que eu gostaria de ver a rolar por ali abaixo seria a do Judas…

Simão – Mas que genial, essa do Lázaro!… Mas iríamos a Betânia a estas horas da noite?

Judas Tadeu – Não! O Lázaro tem um palácio em Jerusalém, não longe do Templo,  e é lá que ele está a estas horas. Seria fácil ir até lá. Bastaria um ou dois de nós, para o Mestre não dar pela falta.

João – Pois é! Pensais que sois muito espertos. Mas sabeis porque é que o Mestre ressuscitou o Lázaro?

Todos – Conta!

João – Pode haver vários motivos: para recompensar aquela família, que pôs toda a sua riqueza ao serviço do Mestre e de  nós; porque precisava de um amigo forte que o compensasse pelos muitos inimigos;  porque precisava de um refúgio em casa de Lázaro, onde pudesse descansar sem ser perseguido; para, através de um milagre estrondoso que ecoasse por todo o Israel e sobretudo por toda a Jerusalém; para tentar ainda convencer os do Templo de que Ele é realmente o verdadeiro Messias;  e também por um outro motivo, mais secreto, que vós desconheceis em absoluto.

Todos – Motivo secreto? Essa agora! E só tu é que sabes? Nós também temos o direito de saber! Conta!

João – Falai mais baixo e com calma! Se o Mestre olha para trás!…Eu digo-vos, então, mas não ides gostar, já vos digo! O Mestre sabe que Lázaro tem influência suficiente nesta cidade para impedir que algo de mau Lhe aconteça. Sendo assim, um simples pedido a Pilatos, e ele nomeava logo uma  guarda pessoal para o Mestre. Quem Lhe tocaria, nesse caso? Ninguém! Mas, então, os Seus planos de redenção da Humanidade ficariam eternamente adiados, porque nos planos de Yahweh está escrito que Ele tem de morrer às mãos dos seus inimigos, traído e abandonado por todos, inclusive pelo Pai e por nós! E depois, como é que as profecias se cumpririam? Já imaginastes Yahweh a ser mentiroso, prometendo coisas que depois não cumpre? Ora, o Mestre já nos disse que Ele veio para cumprir as Escrituras. E as Escrituras, sobretudo Isaías, dizem tudo a Seu respeito. Por isso, meus amigos, não há nada a fazer! Nós somos impotentes para impedir aquilo que já começou. Ele deve ter ainda algumas recomendações finais a fazer. Rezemos e façamos o que Ele nos disser. Ele ainda não  nos disse a última palavra, penso eu!

André – Tu disseste: “abandonado por nós”?

João  – Disse! E isso está nas Escrituras, onde se diz: “ Ferirei o Pastor e as ovelhas dispersar-se-ão”. Agora, dizei-me : Quem é o Pastor e quem são as ovelhas?  Psiu! Calai-vos!  O Mestre abrandou o passo e talvez queira dizer-nos alguma coisa!

Filipe – Mas ainda não disseste o que leva Lázaro a ficar inerte, sem fazer nada nesta hora e nesta situação. Porque é que ele não se mexe a favor do Mestre? Uma palavra sua ao Pilatos, que está na cidade, e resolvia-se tudo!

João – Também sei o que o paralisa! O motivo é estrondoso e ultrapassa a   nossa   humana compreensão. É que o Mestre já nos trocou todas as voltas e antecipou-se a nós nos passos que deu para levar por diante a Sua obra. Ele nunca proibiu nada ao Judas. Apesar de andar sempre por maus caminhos, tolerou-lhe tudo, repreendeu-o várias vezes, mas nunca foi grosseiro ou violento para com ele; mas  proibiu o Lázaro de utilizar a sua influência para O impedir de prosseguir até ao fim. Por causa desta proibição e para resistir às tentações, Lázaro vem à cidade discretamente e evita conversas, com medo que lhe puxem pela língua. O Mestre sabe que o Lázaro abre todas as portas romanas.  Quando o encontrei, eu sugeri-lhe que fizesse alguma coisa, mas ele recusou liminarmente qualquer ajuda, o que me deixou altamente irritado. Ele só dizia: não posso,… não posso, …não posso!” E não passava dali! Ainda lhe disse: “ Mas que amigo és tu? Ele fez-te voltar à vida e tu é assim que Lhe pagas? Isto é que são amigos! Se os amigos não servem para quando precisamos, para que servem?  Mas ele acabou por dizer: “O Mestre proibiu-me de dar um passo a Seu favor. Também me obrigou a controlar as minhas irmãs, não fossem elas, nas minhas costas, andar por aí a choramingar protecção para Ele. Disse que o Mestre tinha de cumprir a vontade do Pai.” Pediu-me desculpas e afastou-se a toda a pressa, deixando-me ali embasbacado!

Simão – Vós sabeis que eu também nunca gramei o Judas de Simão (Iscariotes). E pensei muitas vezes: “Porque é que este cavalheiro anda connosco? O que levou o Mestre, sabendo o que sabe, a admiti-lo? Foi de livre vontade ou ele impôs-se de maneira a não poder ser rejeitado? Isto sempre me fez confusão! Quem me dá luz sobre este assunto? Tiago, tu deves saber alguma coisa!…

Tiago de Zebedeu –  Eu sei, mas isso, agora, não interessa. E agora pergunto eu: Seria preciso um traidor para o Mestre sofrer o que já sofreu e vai sofrer? Em minha opinião, não seria preciso, porque o Sinédrio iria apanhá-Lo de qualquer modo. Judas só lhes facilitou a tarefa. E porque é que as Escrituras anunciam um traidor do Messias? Para mim, é mistério!

Pedro – Mas o Filipe disse que tinha um plano e ainda não disse nada sobre ele. Queres contar, ó Filipe?

Filipe – Eu conto, mas talvez não gosteis e talvez nem seja possível, porque é assim uma ideia louca.

Tiago de Alfeu – O quê? Então, se não é possível, não é plano nenhum! É apenas uma sugestão. Bem, então, diz lá!

Filipe – É assim: Já vários de nós dissemos que estávamos dispostos a morrer com Ele ou por Ele. Então, chegou a hora de um de nós, ou  aqueles que Ele quiser,  morrermos na vez Dele, se é que isso satisfaz o Sinédrio. Podíamos deitar sortes e aquele a quem calhasse ia ter com o Sinédrio, a oferecer-se!…

Todos – (Longo silêncio)…

André – Eu também gostaria de apresentar uma ideia! Iríamos ter com o sacerdote Gamaliel, que tem muito prestígio em Israel, e pedir a sua intercessão junto do Sinédrio e do Governador!

João – Pois é! Mas tu ignoras que Gamaliel ainda não se decidiu a seguir o Mestre e a largar a Lei de Moisés, porque anda cheio de dúvidas, perplexidades, incertezas,…Ele pediu um sinal a Yahweh sobre o Mestre. Só depois desse sinal é que se decidirá de vez. Isto sei eu, porque tenho amigos lá no Templo. Quanto ao sinal, não me pergunteis, porque ele nunca me disse!

Quanto à ideia do André, isso não adianta nada e não serve de nada, porque as Escrituras dizem que é Ele que tem de pagar pelos pecados dos homens. Podiam morrer, na vez Dele, todos os homens que já existiram, existem e existirão, mas isso não seria suficiente para alcançar a redenção do homem. Alegra-te, ó Filipe, e nós contigo,  porque não é por esta causa que nós morreremos para salvar o Mestre. Ele veio para isso e pronto!… Eh! Silêncio, que o Mestre parece que parou!

Jesus – O João falou bem e Lázaro também!   É, com certeza, o vosso amor por Mim que põe a vossa imaginação a funcionar. Eu vos agradeço o  interesse em  Me livrardes desta hora, mas…não vale a pena pensardes mais no assunto. Nem todo o inferno pode impedir-Me de fazer o que vou fazer. Sei que Me amais, mas o vosso amor é uma pérola ainda em bruto, que precisa de ser lapidada para se lhe apreciar a beleza . Será obra do Espírito Santo, Aquele  que já vos prometi … Chegámos ao fim do nosso caminho. Aquele de vós que encontrar o sacerdote Gamaliel, transmita-lhe da Minha parte, que falta pouco para ele receber o sinal que pediu! Agora,  Pedro, Tiago e João irão Comigo até ao Horto, onde vamos orar.  Vós, os outros,  não passareis daqui, até que a Lua surja sobre aquela oliveira maior. Esse é o momento de nos reunirmos todos de novo e partir ao encontro de Judas, que vem à frente de um grupo, armado com espadas, punhais, lanças, varapaus e cordas. Lembrai-vos que, segundo as Escrituras, o Pastor vai ser ferido, que as ovelhas se dispersarão e que ficarão por sua conta!  Onde quer que estiverdes, orai Comigo ao Pai para que não Me abandone totalmente nestas  longas horas que se aproximam. Na próxima hora, Eu ficarei por perto, naquele canto que todos conheceis e onde orei muitas vezes ao Pai. A paz fique convosco!

Os outros apóstolos ali ficam, totalmente desanimados, inconsoláveis e incapazes de compreender aquele final dos três anos que tinham passado com Cristo. O nome de Judas andava de boca em boca e perguntavam-se:” Se  o Mestre sabia que o Judas o faria sofrer tanto, que O desiludiria tão tragicamente, etc, por que carga de água Ele o deixou entrar no grupo? E porque que é que eles, sendo tantos, não o tinham liquidado a tempo de evitar esta tragédia, por, além de ser o que era, ser ainda ladrão, por roubar as esmola para seu próprio proveito. Eles iam evocando as lágrimas que o traidor tinha feito derramar ao Mestre, chegando Nataniel a dizer que suportar Judas durante três anos fora  o maior sacrifício que o Mestre tinha feito.

O mistério  que envolve Judas e Cristo continua sendo mistério, por mais voltas que se lhe dê.

 .

Ezequiel Miguel

.

Artigos relacionados:

. A Ceia da Despedida

. Instituição da Eucaristia

. Agonia de Jesus no Getsémani

. Jesus é preso

. Jesus perante Anás e Caifás

. Jesus no Palácio de Herodes

. Jesus no Pretório de Pilatos

. Pilatos entrega-O para ser crucificado

. Jesus a caminho do Calvário

. Jesus morre na Cruz

Anúncios

Responses

  1. […] . Jesus, alvo de tentativa de rapto […]

  2. […] . Jesus é alvo de tentativa de rapto […]

  3. […] . Jesus é alvo de tentativa de rapto […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Categorias

%d bloggers like this: